Meus livros na UICLAP

capa

LEITOR, QUE BICHO ESTRANHO É ESSE?

“LEITOR, QUE BICHO ESTRANHO É ESSE?” É um papo sobre ser leitor e hábito de leitura no Brasil. Neste livro trago um pouco da minha experiência como leitor, relatos de outros leitores e um olhar crítico sobre a construção de hábitos de ler livros na sociedade brasileira que é tão diversa em questões de culturas e realidades socioeconômicas. Não se trata de um estudo cientifico, apesar de trazer ref

Saiba mais
capa

O POETA AMARGO (Versão atualizada)

A poesia é uma forma de expressão, uma maneira de enunciar-se, de vomitar o que se sente, pode também ser um fingimento, uma vontade de sentir algo ou de fugir de si mesmo, pode ser algo que lhe acalma, que lhe anima, que limpa a alma, pode ser uma necessidade, uma maneira de expurgar a dor, a raiva, de aliviar o coração e falar com rimas quando o momento pede que se cale, quando você não pode gri

Saiba mais
capa

UM LUGAR SEGURO EM MIM (Edição Especial)

Luna acabou de fugir de casa, ela não sabe pra onde ir e nem o que fazer, muito menos como se livrar de pesadelos recorrentes e das lembranças do crime que cometera há algumas horas atrás no intuito de se defender de uma agressão cometida pelo padrasto. Agora ela busca um lugar seguro, um refúgio da sua vida antiga que chegou ao ápice da infelicidade, ela não pode ser reconhecida e muito menos vol

Saiba mais
capa

Senhorita Bastos

Talvez você já conheça Karen, ou não, mas esta é a história contada por ela, pela Senhorita Catarina de Bastos, como sua mãe a chama toda vez que deseja chamar a sua atenção. Uma garota bela, recatada e controlada por todos: pela sociedade, pela família e pelo namorado Edu. Porém ela vai descobrir que seus sonhos de infância não morreram, que ela tem uma personalidade forte, destemida e audaciosa,

Saiba mais
capa

Poemas de Ressaca, Juras de Amor Eterno e Outras Bobagens.

A POESIA É POP SIM! A poesia está aí para todos, e este livro destina-se a quem quiser ler. "Poemas de ressaca, juras de amor eterno e outras bobagens" é um livro cheio de poemas diversos, leves e ao mesmo tempo intenso, critico e forte, uma obra que dialoga com o leitor e mostra que a poesia não é algo restrito a um pequeno público, ela pode ser um gênero de fácil compreensão sem deixar de ser be

Saiba mais
capa

Ela Mora no 12º Andar

Algumas coisas só acontecem na vida uma vez e por esta razão tornam-se eternas na alma, ainda mais quando se acontece de forma inesperada e modifica a sua rotina, bagunça o seu sistema por completo e lhe faz enxergar o mundo de uma outra forma completamente nova. Para alguém que fala sozinho, convive com personagens fictícios e tenta sobreviver a uma realidade longe de ser a dos seus sonhos, a che

Saiba mais
capa

as merdas dos poemas que eu fiz pra você

Os relacionamentos acabam, mas a poesia fica. Os versos não se apagam, eles marcam uma história que foi tatuada na sua alma, os poemas podem ganhar outro significado, o que antes te dava orgulho, hoje pode te causar náusea, podem até parecer uma merda, mas a gente crer que alguém irá apreciar, irá se identificar e validar a sua dor ou o seu amor, e só por esta razão já vale a pena não tê-los joga

Saiba mais
capa

las mierdas de los poemas que escribí para ti

Las relaciones terminan, pero la poesía se queda. Los versos no borran, marcan un historia que se tatuó en la alma, los poemas puede tomar otro significado, que ante te hizo sentir orgulloso, hoy te puede dar nauseas, Incluso puede parecer una mierda, pero nosotros creemos que alguien lo apreciará, se identificará y validará tu dolor o tu amor, y solo por por esta razión ya vale la pena no haber b

Saiba mais
capa

porra, eu comecei a escrever poemas sobre te ver

Porra! Ao que parece lá vai eu gostar de alguém, mais uma e inutilmente vez, eu vou dar uma chance a novas histórias, escrever novos poemas, é comum acreditar que depois de uma ferida não há mais versos e quando menos se espera.... Droga! Meu bloco de anotações está cheio de novos poemas sobre como eu fico quando vejo alguém que... vamos supor que pareça especial, só supor (acreditem!), e supo

Saiba mais
UICLAP